PRODUTOS
ZINCO
COBRE

O Zinco (zn) é um elemento químico metálico que pertence á classe dos metais de transição, bivalente e de cor branco-azulada.

Este foi descoberto na Alemanha, pelo cientista Andreas Marggraf. O nome Zinco é derivado do alemão Zink.

Existem apenas duas maneiras de realizar esta separação, por via seca ou via húmida.

Para obtenção do Zinco faz-se por uma via seca, na redução do óxido de zinco obtido por calcinação da blenda ou pelo aquecimento do espato, utilizando assim carvão em mufla, formando vapor de zinco, no qual se destila e condensa para recipientes apropriados.

No processo para a obtenção do zinco por uma via húmida, o minério é lixiviado com ácido sulfúrico depois de calcinado e é submetida a electrólise a solução de sulfato resultante. Porem, é desta forma que se consegue um metal com elevado grau de pureza.

O zinco é um metal não ferroso e tem uma boa resistência perante o clima.

O qual se protege naturalmente ganhando uma patine própria (carbonato básico de zinco) podendo estar em contacto com outros metais como alumínio, chumbo, aço inoxidável sem que sua durabilidade seja alterada. A duração do zinco é proporcional á espessura da chapa.

Pesquisas recentes, indicam que a durabilidade média privisível é de 100anos, estudos baseados numa chapa de 0,8mm e com metade da perda da chapa.

No caso do cobre em contacto com o zinco provoca uma corrosão eletroquímica o que diminui a durabilidade do zinco.

Dimensões do Zinco

Durabilidade do Zinco

TIPOS DE ZINCO
ZINCO NATURAL
ZINCO QUARTZ
ZINCO ANTRA
ZINCO PIGMENTO AZUL
ZINCO PIGMENTO VERDE
ZINCO PIGMENTO VERMELHO
ZINCO BILACADO BRANCO
ZINCO BILACADO VERDE
ZINCO BILACADO CASTANHO
ZINCO BILACADO CINZENTO
ZINCO BILACADO AZUL
ZINCO BILACADO VERMELHO

O cobre (CU) é um elemento químico metálico pertencente á classe dos metais de transição mono ou bivalente, maleável, dúctil e relativamente macio.

A calcopirite é a principal matéria-prima de onde o cobre é extraído.

Existem apenas duas maneiras de realizar esta separação, por via seca ou via húmida.

Por via seca: o mineral rico em cobre é submetido a uma serie de processos, que destes resultam o cobre bruto ou também designado por cobre negro ou blister.

Por via húmida os minerais pobres em cobre passam por um rigoroso processo de lixiviação no qual são usadas diversas soluções, uma delas a solução de sulfato de cobre.

O cobre bruto liberta-se das suas impurezas através de duas fusões, oxidante e redutora. Quando exposto ao ar livre oxida-se lentamente, formando assim o óxido de cobre vermelho (CU2O).

Conhecido pela sua forte aderência á superfície, este evita que prossiga a corrosão do metal. Deste modo a conhecida cor do cobre vermelha é a do óxido e não a do metal puro, que é vermelho-clara.

O cobre é um metal não ferroso, porém este metal passa por várias tonalidades castanhas até ficar verde (este tom final demora cerca de 20anos no seu processo normal).

Dimensões do Cobre

Durabilidade do Cobre

TIPOS DE COBRE
COBRE CLÁSSICO
COBRE OXID
COBRE PATINE
COBRE ZINN
COBRE BRASS
COBRE BRONZE
COBRE GOLD
COBRE NET
COBRE BOND